Ação de prevenção às queimadas em feira livre chamou a atenção da população

21 de agosto de 2019

Ação de prevenção às queimadas em feira livre chamou a atenção da população

Quem passou nesta quarta-feira, 21, pela feira livre do Éden teve a oportunidade de conferir a ação educativa da Campanha de Prevenção e Combate às Queimadas, realizada pela Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins (Sema). A atividade gratuita ocorreu durante toda a manhã, com exposição de animais taxidermizados (empalhados) que sofrem com as queimadas, entrega de material informativo sobre o tema e bate-papo com a equipe de Educação Ambiental, que chamou a atenção de inúmeros moradores.

A ideia da Sema com a ação é de aproveitar esta época do ano de estiagem para alertar a população sobre os riscos à saúde pública e ao meio ambiente ocasionados pelas queimadas e reduzir o número de ocorrências no município. Nesta quinta-feira (22), das 9h às 12h, a ação ocorrerá na feira livre do Nova Sorocaba. Ainda em agosto, as ações de Educação Ambiental serão levadas aos bairros de Aparecidinha, Jardim São Guilherme e Brigadeiro Tobias.

A exposição contou com exemplares taxidermizados, como o tamanduá-bandeira, tatu-galinha, jabuti, teiú, pica-pau-do-campo e o ouriço-cacheiro, que aguçaram a curiosidade das crianças. “Os bichos sofrem quando a floresta pega fogo. Se nós seres humanos temos dificuldade de respirar com as queimadas, imagine os bichos que vivem lá o quanto eles sofrem?”, alertou a técnica ambiental Peônia Brito de Moraes Pereira.

A estagiária da Sema, Maria Fernanda da Silva, estudante de Biologia da UFSCar, atuou na ação educativa e apresentava às crianças cada um dos animais. Ao abordar um garoto, acompanhado de sua mãe, ela mostrou o exemplar taxidermizado de jabuti, que possui uma marca de queimada em seu casco. “Eles sofrem com os incêndios e muitas vezes sofrem queimaduras. Esse, por exemplo, não resistiu aos ferimentos e, infelizmente, morreu”, enfatizou.

As queimadas causam graves problemas de saúde pública, aumentando o número de adultos e crianças com problemas respiratórios crônicos, como a asma, devido à fumaça produzida e pela fuligem lançada na atmosfera, além de danos ao meio ambiente, dizimando a fauna e a flora típica do local.

Outro risco a saúde está na queima de lixo, especialmente materiais plásticos, lançando compostos tóxicos na atmosfera que podem provocar severas irritações às vias respiratórias, quando inalados. Além disso, a queima de qualquer material combustível produz o gás carbônico, principal responsável pelas alterações climáticas perceptíveis atualmente.

Como a população pode ajudar?

Ao presenciar uma queimada, o cidadão deve ligar para o telefone 193 (Corpo de Bombeiros). Já denúncias devem ser feitas pelo telefone 156 (Prefeitura de Sorocaba). A prática é criminosa e a multa pode chegar em até R$ 3.030,00, conforme a lei municipal nº 10.151, de 27 de junho de 2012.

As pessoas também podem contribuir não ateando fogo em mato, lixos e folhas; descartando corretamente lixo, entulhos de construção, restos de poda e folhas secas; não jogando bituca de cigarro nas vias públicas; e orientando parentes, amigos e vizinhos sobre os problemas da queimada. Além disso, é muito importante os terrenos sejam mantidos limpos pelos proprietários.


Tags:, , ,