Alunos com afastamento médico começam a ter aulas em casa

21 de março de 2018

O projeto de Atendimento Pedagógico Domiciliar (APD), destinado aos alunos das escolas da Rede Municipal de Ensino, que estão impossibilitados de irem até a escola por algum afastamento médico, já está em andamento e alguns alunos nestas condições já recebem as aulas em casa. O Projeto é uma novidade da Secretaria da Educação para o ano letivo de 2018, alinhada com as ações do plano de governo do Prefeito José Crespo, que tem por objetivo atender mais e melhor as crianças de Sorocaba.

Desenvolvido para atender estudantes, seja da educação infantil ou do ensino fundamental, que estejam afastados da escola por impedimentos médicos a mais de 120 dias, o programa funciona em conformidade com a instrução da Secretaria da Educação – SEDU/GS nº 10/017, publicada em 13/12/2017, que investe nos direitos de aprendizagem, garantindo uma formação integral de acordo com a necessidade de cada criança. As inscrições permanecem abertas durante todo ano. No início de fevereiro 22 crianças foram inscritas, destas, seis já levaram toda a documentação necessária e deram início ao projeto ao receber a equipe pedagógica em casa.

A capacitação dos profissionais que irão auxiliar esses alunos é realizada pela Equipe Multidisciplinar do Centro de Referência em Educação(CRE), em parceria com a Instituição Educacional onde a criança estiver matriculada. Conforme o documento de instrução publicado, dois professores, que assumem carga suplementar, aumentando a sua jornada de trabalho, vão até a casa do aluno, sendo um deles preferencialmente da própria turma em que o estudante é matriculado e os alunos recebem as aulas na presença de familiares e/ou responsáveis. As ações do APD são acompanhadas pela Seção de Apoio aos Programas de Saúde Escolar e pela Divisão de Educação Especial.

Adilene Cavalheiro, Gestora de Desenvolvimento Educacional, destaca que além da família presenciar a construção do conhecimento da criança em um momento difícil, os professores também se desenvolvem à medida que reforçam o relacionamento com o aluno e acompanham de perto a evolução. “A implementação do APD traz a oportunidade para o professor ter uma nova vivência e experiência com um estudante que não frequenta a escola e, levar conhecimento em um ambiente diferenciado, garantindo a inclusão social “, contou.

Atualmente as escolas que já têm um aluno com o APD são: E.M. Profª Josefina Zilia de Carvalho, E.M. Profª Maria Ignez Figueiredo Deluno, E.M. Dr. Getúlio Vargas, E. M. Prof. Flavio de Souza Nogueira, E. M. Profª Maria de Lourdes Martins Martinez e a E. M. Profª. Darlene de Vasto.

Para se inscrever é necessário que os pais ou responsáveis procurem uma Instituição Educacional da Rede Municipal de Ensino e realizem a matrícula escolar. Para outras informações, os interessados podem entrar em contato com a Secretaria de Educação pelo telefone: (15) 3237-9080. A Secretaria de Educação está localizada à Rua Artur Caldini, 211, no Jardim Saira.


Tags:, , , , , , , ,