Casos de sarampo aumentam em Sorocaba

15 de outubro de 2019

Casos de sarampo aumentam em Sorocaba

A Vigilância Epidemiológica Municipal de Sorocaba identificou, até o momento, 45 casos de sarampo na cidade. O primeiro foi confirmado em maio de 2019. Dentre os confirmados, 26 (57,7%) casos são do sexo masculino, com média de idade de 2 anos (4 meses – 73 anos) e maior número de casos na faixa etária de 20 a 34 anos. Todos os casos foram confirmados por exame laboratorial. Os casos estão distribuídos em todas as áreas do município, com maior coeficiente de incidência na regional Leste e Oeste.

O sarampo é uma doença viral aguda, altamente contagiosa, que cursa com febre, tosse, coriza, conjuntivite e manchas no corpo. A transmissão do vírus do sarampo é direta, de pessoa a pessoa, por meio das secreções nasofaríngeas expelidas pelo doente. O período de incubação é de uma a duas semanas.

A principal medida para evitar a introdução e transmissão do vírus do sarampo é a vacinação da população suscetível, aliada a um sistema de vigilância de qualidade e suficientemente sensível para detecção oportuna de qualquer caso suspeito de sarampo.

É de extrema importância que as pessoas que apresentem febre e exantema (manchas vermelhas no corpo) associadas a sintomas respiratórios, procurem atendimento médico e sigam as orientações de afastamento do convívio social enquanto estiverem no período de transmissão (6 dias antes do exantema, até 4 dias após).

Campanha de Vacinação

A vacina é a melhor forma de prevenção da doença, tendo sido estendida a vacinação contra sarampo para crianças a partir de 6 meses a 11 meses de idade, além das doses de rotina aplicadas aos 12 e 15 meses de idade. Todos as pessoas de 1 a 29 anos devem ter comprovação de duas doses de vacina e indivíduos de 30 até a 59 anos, uma dose de vacina contra o sarampo. Pessoas acima de 60 anos não necessitam comprovação de vacinação pois, em geral, tiveram contato com o vírus na infância, sendo consideradas imunes.

Até o dia 25 de outubro de 2019 está ocorrendo a Campanha Nacional de Vacinação com foco na proteção ao sarampo, destinada às crianças não vacinadas de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias). Haverá o ‘dia D’ de mobilização nacional, em 19 de outubro.

No período de 18 de novembro a 30 de novembro será realizada a vacinação de adultos jovens, não vacinados, na faixa etária de 20 a 29 anos de idade. O ‘dia D’ para esse público ocorrerá em 30 de novembro.

Fonte: Secretaria da Saúde