Doações para reconstruir Catedral de Notre-Dame já chegam R$ 2,6 bilhões

16 de abril de 2019

Doações para reconstruir Catedral de Notre-Dame já chegam R$ 2,6 bilhões

Milionários franceses, empresa e até uma cidade húngara atenderam ao pedido do presidente francês Emmanuel Macron e prometeram ajudar na reconstrução da Catedral de Notre-Dame, atingida por um incêndio ontem. Uma fundação já conseguiu arrecadar 2 milhões de euros (R$ 8 milhões) e o total já ultrapassa 590 milhões de euros (R$ 2,6 bilhão).

François-Henri Pinault, presidente do conselho e diretor-presidente da Kering, que controla a grife Gucci, e seu pai, Francois Pinault, anunciaram que farão uma doação de 100 milhões de euros (R$ 439 milhões).
Logo em seguida, a família Arnault prometeu uma doação de 200 milhões de euros (R$ 878 milhões) e recursos arquitetônicos e de design de seu conglomerado de moda LVMH (Louis Vuitton Moet Hennessy)

“Esta tragédia atinge todo o povo francês e, além disso, todos aqueles ligados a valores espirituais”, disse François-Henri Pinault, de 56 anos, em comunicado. “Diante desta tragédia, todos desejam trazer essa joia de nossa herança de volta à vida o mais rápido possível.”

A Total, empresa do setor petroleiro da França, também prometeu uma ajuda de 100 milhões de euros (R$ 439 milhões). A empresa de cosmético francesa L’Oréal se juntou aos doadores com 200 milhões de euros.

A cidade de Szeged, na Hungria, anunciou que vai doar 10 mil euros (R$ 43 mil) para a reconstrução da catedral como forma de agradecimento a uma ajuda anterior de Paris.

Fonte: UOL Internacional