Esporte por quem entende do assunto…

17 de janeiro de 2018

Esporte por quem entende do assunto…

Secretário de Esportes foi jogador de Futsal profissional por muitos anos em clubes de destaque no Brasil, como o Corinthians e, também em clubes internacionais. (Foto: Arquivo)

Simei Lamarca, jogador de Futsal conhecido principalmente por seus 17 títulos de campeão no Cruzeirão, maior torneio aberto de futsal do mundo, teve também passagens pelo Corinthians e Palmeiras no Brasil, e também pela seleção brasileira e times internacionais. Hoje secretário de esportes de Sorocaba, tem conhecimento no assunto, é formado em Educação Física com pós-graduação em Treinamento Esportivo, especialização em Ergonomia e também programas de promoção para a saúde do trabalhador e qualidade de vida. Além de ser mestrando em Sanitarismo Público. O secretário é nosso convidado do mês em nossa coluna, onde fala de sua experiência à frente da pasta da qual é titular na prefeitura de Sorocaba.

 

Zona Norte Notícias – Há muito tempo o senhor vem sendo aclamado para o cargo de Secretário de Esportes, o qual ocupa atualmente, como encara esse desafio?

Simei Lamarca – Atualmente encaro como um dos grandes desafios da minha vida. Esse cargo gerou uma grande expectativa por parte da população e eu e minha equipe estamos fazendo o máximo possível para que isso venha dar certo, mais do que já está dando.

 

ZN Notícias – Quando houve a vitória do prefeito Crespo nas eleições de 2016, muito se especulava já sobre seu nome no secretariado, mas não acabou acontecendo em um primeiro momento. Já havia essa possibilidade desde antes do primeiro anuncio ou apenas após o pedido de exoneração do primeiro nomeado para a função?

Simei Lamarca – Na verdade nunca houve, eram apenas especulações. O que de verdade aconteceu foi que no dia 21 de janeiro de 2017 recebi uma ligação de um grupo gestor da cidade perguntando se eu tinha interesse de encarar esse desafio, o que ocorreu três dias depois.

 

ZN Notícias – Quando assumiu a pasta, qual o maior desafio que encontrou?

Simei Lamarca – O maior desafio que encontrei não, que ainda encontro, é fazer uma gestão popular participativa; é brigar no bom sentido para que a nossa pasta tenha um reconhecimento dentro do planejamento de verba do orçamento anual. Fizemos em 2017 mais de 60 agendas positivas. Para 2018 esse desafio será maior ainda, pois vamos ter que fazer melhor que o ano anterior.

 

 ZN Notícias – Poderia nos destacar as maiores vitorias e mudanças ocorridas durante essa sua gestão?

Simei Lamarca – Os destaques desta gestão foi colocar em prática todo planejamento da Secretaria de Esporte e Lazer e ter conseguido unir os funcionários em torno de um só objetivo. Realizamos um Cruzeirão envolvente, trouxemos de volta a família para o Ginásio de Esportes. Outro ponto positivo da nossa gestão foi o retorno dos Jogos Escolares, que foi um sucesso, e sermos o 5º colocado nos Jogos Abertos.

 

ZN Notícias – É diferente a visão de um secretário de esportes que já viveu muito disso, de uma pessoa que tem capacidade para administrar, mas vem de outras áreas?

Simei Lamarca – Acredito que é diferente. Eu sou do esporte, vivo pelo esporte. Tenho 14 anos de experiência e ainda tenho o privilégio de administrar a Semes. O entendimento se torna bem mais rápido e menos complexo.

 

ZN Notícias – Quais projetos mais complexos de se botar em prática e como lidar com aquele imediatismo que as pessoas insistem em cobrar nesses casos?

Simei Lamarca – Eu não diria complexidade, eu gosto de falar em credibilidade e, as vezes, a credibilidade vem com imediatismo. Trouxemos para Sorocaba o programa Jovem Talento, uma parceria com o Governo do Estado. É totalmente gratuito, com técnicos e estagiários, além de todo fardamento esportivo da criança, todo material utilizado pelo profissional de educação física, uma fruta depois do jogo. Conseguimos também, assinado pelo prefeito José Crespo, o primeiro campo de futebol society sintético público, além de uma pista de skate a custo zero, sem contrapartida da Prefeitura. Conseguimos também com que um projeto que estava parado há anos seja realizado: a Praça da Juventude no Central Parque, que será um marco do governo.

 

ZN Notícias – Pelo que pudemos notar há certa sincronia entre a sua pasta, o executivo e o legislativo. Neste período em que o senhor está no cargo houve algum projeto que foi mais difícil de ser elaborado ou colocado em prática por resistência de alguma das partes?

Simei Lamarca – Legal! Muito feliz a tua pergunta. Graças a Deus eu tenho sim um grande apoio tanto do Executivo, como do Legislativo. Acho que a grande verdade é você falar com o coração e olhos nos olhos. Tudo que a gente colocou no planejamento acabou dando certo. Lógico que faltou recursos para algumas coisas, mas em 2018 nós vamos conquistar.

 

ZN Notícias – Quando assumiu o cargo, o senhor deve ter sido muito cobrado por aqueles que o acompanhavam em sua carreira no futsal e no campeonato varzeano, como lidar com isso e como usar a sua autoridade para aplicar projetos em todas as áreas, sem detrimento as outras?

Simei Lamarca – Eu sou cobrado pelos meus amigos, pela minha família, por torcedores que me acompanharam no futsal aqui em Sorocaba, no Brasil, no exterior, no campeonato de várzea que joguei mais de 10 anos. Fui um atleta, eu lido isso como minha obrigação, eu não posso fugir dela.  O meu cargo me dá essa obrigação. Meu gabinete é aberto a todos.

 

ZN Notícias – Qual a sua visão e opinião sobre a concessão da Arena Sorocaba?

Simei Lamarca – A minha opinião sobre a construção da Arena Sorocaba é que trata-se de um equipamento grande para pouca produtividade. Houve uma audiência pública na Câmara Municipal e foi muito triste. Ninguém foi participar, nem os vereadores contrários. Acho que isso tem que ser discutido por toda cidade, pelo Legislativo e pelo Executivo.

Eu gostaria muito que houvesse mais atividades, mais eventos, mais vida na Arena. A Semes continua com poder da agenda da Arena e toda a renda revertida um percentual tem que ser voltado para o esporte de Sorocaba.

Quando eu falo em vida, não são só eventos esportivos, mas também culturais, em comércio, prestação de serviços.  Por que não um restaurante, uma hamburgueria, um posto de gasolina ou um estacionamento com segurança? Até porque tem hospital ao lado. Eu acho que a gente deve sim é criar vida, criar impostos para cidade, empregos. Eu sou totalmente favorável nesse momento. A minha justificativa é que tenha uma concessão positiva para ambos os lados e principalmente para o esporte, para a prefeitura e para a população.

 

ZN Notícias – O São Bento, que é a equipe que representa Sorocaba no Futebol Nacional está classificada para a Série B do campeonato Brasileiro, qual a importância desse fato para a cidade e o que a participação do time beneditino pode trazer de bem feitorias para o município?

Simei Lamarca – A Prefeitura de Sorocaba é um grande parceiro do São Bento. Nós fazemos de tudo para oferecer o melhor, da melhor maneira possível. Há anos a prefeitura não entregava toda a documentação no prazo para tirar o AVCB, com todos os laudos da Vigilância Sanitária, da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros no prazo estipulado. Hoje o São Bento representa Sorocaba no Brasil! A rede hoteleira e o comércio podem ajudar nas benfeitorias. Vamos torcer para o nosso São Bento agora em 2018!


Tags:, , , , , , , ,