Inventor sustentável

7 de Abril de 2016

Em suas invenções e projetos, Leandro Piovesan Batista, de 29 anos busca aprimorar e melhorar a qualidade de vida da população e dar acessibilidade à tecnologia. Com protótipos que visam a sustentabilidade e a facilidade, o inventor já tem muitas ideias prontas para serem comercializadas.

Inventor sustentável

Leandro Batista é inventor e começou na área da tecnologia profissionalmente em 2006. (Foto: Arquivo Pessoal)

Zona Norte Notícias – Você gosta muito de tecnologia e segurança, quando se interessou por esse ramo, e quando e como começou profissionalmente?

Leandro Piovesan Batista – Sempre me identifiquei com essa área desde minha adolescência,  aos 17 anos fabricava algumas câmeras escondidas para vender na internet e conhecidos, aos 19 anos em 2006 tive a oportunidade de formalizar os serviços criando a Cameratech Brasil, empresa no ramo de câmeras segurança, espionagem e contra espionagem que ficou em atividade até 2011, em 2010 iniciei no ramo de projetos e invenções que venho até hoje priorizando.

ZN notícias – Você trabalha com serviços de espionagem, fornecendo inovações e facilitadores para os espiões, fale um pouco sobre esse mercado.

Leandro – O mercado de equipamentos para espionagem e investigação ficou muito acessível com a facilidade de importação, mas restrito com a alta do dólar. As lojas do ramo atualmente lucram a sua maior parte em vendas de produtos controlados pois com a internet se tornou fácil o acesso para esse tipo de mercadoria, mas como todas as áreas existem os produtos amadores e profissionais, com a facilidade hoje qualquer pessoa se torna um “espião” basta esta disposto a gastar.

Zn notícias – Há tempos você está somente em laboratório desenvolvendo produtos que trarão benefícios para a comunidade em geral. Quais são eles?

Leandro – Atualmente são mais de 40 projetos, porém estamos focados só em alguns que são o Detector de excesso de altura (equipamento para evitar acidentes em pontes, viadutos etc… por excesso de altura), Trike (um acessório para cadeirantes que será uma nova opção de mobilidade), Wifi Booster (um equipamento que leva internet em locais inóspitos), Câmera Embarcada ( uma câmera que é acoplada em um veiculo que envia as imagens para uma central e posição gps), Totem Multi Uso (unidade de acesso a comunicação “wifi” e energia elétrica por USB). Esses são alguns da área de tecnologia, mas temos patentes em outras áreas como uma Churrasqueira para Fogão, todos produtos sempre visando sustentabilidade, facilidade de instalação e manutenção, utilização de energia limpa como placa solar ou gerador eólico e sempre ser financeiramente acessível.

ZN notícias – Como você busca comercializar as suas invenções? Poder público, privado?

Leandro – Estava focado apenas em poder publico, pois os projetos eram mais voltados a cidades e rodovias, com a elaboração de novos produtos estamos iniciando um trabalho para atender também o mercado privado e até mesmo consumidores finais.

ZN notícias – Quais projetos estão a procura de financiamento e qual já está em uso nas ruas?

Leandro – Todos os projetos estão a procura para financiamento. Sempre há melhorias e estudos a fazer, temos alguns protótipos em testes e outros já foram atualizados a caráter emergencial por cidades e órgãos de renome.

 ZN notícias – Você se considera um inventor da tecnologia? Como é esse trabalho de ter a ideia, colocar no papel, patentear?

Leandro – Hoje em dia é difícil inventar algo de exclusividade mundial! Existiram e existem muitas pessoas boas fazendo isso. Me considero um inventor, mas meu objetivo, quando não posso inventar algo novo, é fazer se tornar realidade para situação financeira do nosso país. Meus produtos seguem esse foco. Tenho produtos que foram atualizações de patentes onde o custo de fabricação gira em torno de 10% do existente no mercado atual, isso considero reinventar o produto. Afinal, do que adianta existir a tecnologia se é algo inacessível para nosso bolso? Para patentear hoje INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) ajuda muito o inventor brasileiro com uma plataforma acessível e taxas diferenciadas para pessoas físicas e pequenas empresas. Já colocar no papel e inventar é algo muito gostoso e prazeroso, pois cada dia é algo novo e a sensação de quando o protótipo fica pronto  é inexplicável, é excelente ter oportunidade de trabalhar com algo que tenho paixão, pois como diz o grande filósofo Confúcio “Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida.”

ZN notícias – O que aconselharia para quem tem esse sonho de ser inventor? Quais passos devem seguir?

Leandro – Primeiramente ter Fé em Deus que irá conquistar seu objetivo, pois esse trabalho é 100% fé que seus projetos irão dar certo, depois resguardar muito seus projetos de preferência ter uma assessoria contratual de confiança, pois atualmente não tenho conhecimento de nenhuma associação ou sindicato da categoria que faça esses serviços de forma acessível financeiramente, também ser bastante curioso, estudar e sempre querer melhorar o que já é considerado bom!

ZN notícias – Você pode falar de projetos futuros?

Leandro – Hoje após experiências ruins só comentamos do que já demos entrada de alguma forma em registros, acredito que o Totem Multi Uso com sua plataforma voltada para sustentabilidade e cidade inteligente terá uma boa aceitação do público final, estou bastante empolgado com o Trike, pois hoje um veiculo para cadeirante e a habilitação especial custam um valor astronômico e pensar que podemos melhorar a qualidade de vida desse pessoal e com um custo acessível isso me empolga bastante.


Tags:, , , , , , , , , , ,