Metareciclagem recolhe 25 toneladas de lixo eletroeletrônico no primeiro semestre

3 de agosto de 2018

Metareciclagem recolhe 25 toneladas de lixo eletroeletrônico no primeiro semestre

Material recolhido tem computadores, celulares, impressoras, pilhas e outros que, provavelmente, seriam descartados na natureza. (Foto: Divulgação)

O Projeto Metareciclagem, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedeter) da Prefeitura de Sorocaba, recolheu só nos primeiros 6 meses deste ano cerca de 25 toneladas de lixo eletroeletrônico entre computadores, celulares, impressoras, pilhas e outros que, provavelmente, seriam descartados na natureza.

Mas o projeto não só preserva o meio ambiente como também dá uma destinação às peças que são recuperáveis: novos computadores são montados e destinados ao Fundo Social de Solidariedade (FSS). Nos 10 anos de atuação do Projeto, foram montados 530 kits. Já com as 25 toneladas recolhidas neste primeiro semestre do ano foi possível montar outros 40 kits com monitor, teclado, mouse e CPU (Unidade Central de Processamento).

O Metareciclagem atua há 10 anos em Sorocaba e conta com a conscientização da população de Sorocaba e região para o descarte correto do lixo tecnológico, já que esse material tem em seus componentes metais pesados derivados de ouro, prata, cobre e outros que, quando depositados de modo irregular e expostos ao sol e à chuva, liberam partículas que podem contaminar o solo e degradar o meio ambiente.

De acordo com Gilberto Vieira, coordenador do Metareciclagem, a finalidade do projeto não é só de recolher o material que seria jogado na natureza, mas, principalmente, dar finalidade a essas peças. “Todo o lixo eletroeletrônico que recebemos é avaliado e aquelas peças que são reaproveitáveis nós montamos novos equipamentos, isto é, kits com monitor, CPU, mouse e teclado que são doados ao Fundo Social de Solidariedade. Posteriormente, o Fundo destina esses kits para entidades beneficentes da cidade”, explica.

O programa recebe doações de hospitais, universidades, empresas e também de pessoas físicas, onde é realizada a reutilização desses equipamentos. “Recebemos muitas doações e sei que ainda podemos fazer mais pelo meio ambiente. A divulgação do trabalho que desenvolvemos tem sido de extrema importância, pois resíduo eletrônico não pode ser misturado com resíduo doméstico”, comenta Vieira. “Recentemente, tivemos aqui m morador de Pilar do Sul que trouxe uma caminhonete cheia com esses equipamentos”, conta.

Além do trabalho de reciclagem, o projeto visa ajudar a sociedade na inclusão digital, contando com um telecentro comunitário com acesso gratuito à internet uma vez ao dia, durante uma hora, onde possibilita inscrições para concursos, acesso a e-mails, cadastramento para o Enem, trabalhos escolares, entre outros, além de oferecer cursos gratuitos à população, como o de montagem de computadores, além de fornecer xerox gratuitos de documentos, currículos, atendendo as necessidades daqueles que não têm recursos financeiros para as cópias.

O Projeto Metareciclagem fica localizado na Avenida Nove de Julho, nº 1066, Vila Barão, e atende de segunda a sexta-feira 7h30 às 11h30 às 16h30 de segunda à sexta-feira. As informações podem ser obtidas pelo telefone (15) 3417-3825 ou ainda pelo e-mail meta.recicla@gmail.com. As informações sobre o Projeto podem ser conferidas pelo blog http://metareciclagemdesorocaba.blogspot.com


Tags:, , , , , , , , ,