Prefeitura mobiliza órgãos públicos para a Operação Legalidade

13 de abril de 2018

Prefeitura mobiliza órgãos públicos para a Operação Legalidade

Reunião organizada pela Secretaria de Planejamento e Projetos aconteceu nesta quinta-feira (12). (Foto: Divulgação)

A Operação Legalidade tem como objetivo resolver o problema das construções clandestinas que colocam em risco a vidas das pessoas e, além disso, de devolver ao poder público o controle destas construções. “Nós estamos aqui hoje, por uma determinação do prefeito José Crespo que me confiou a missão, dentro da Secretaria de Planejamento, da organização sobre o uso de solo na cidade. Quando chegamos na Prefeitura, a gente tinha mais de 35 mil lotes clandestinos. Neste tempo aumentamos o número de fiscalizadores e dos 22 mil processos da secretaria já baixamos para 4 mil”, explicou o secretário Luiz Alberto Fioravante.

Esta agilidade nos processos só foi possível graças a contribuição das demais secretarias: Segurança e Defesa Civil e Fazenda, que são essenciais para a identificação destes locais. “Nossa secretaria está disposta a contribuir com as ações para que a gente possa dar mais segurança e qualidade de vida aos moradores”, disse Jefferson Gonzaga, secretário de Segurança e Defesa Civil.

Durante a reunião, que foi realizada no CPI-7, as autoridades discutiram uma das áreas já identificadas com problemas no bairro Brigadeiro Tobias. Recentemente a Polícia Militar sobrevoou o local e identificou as áreas irregulares. “Nós recebemos muitos reclamações e críticas deste local e por isso é importante que todas estas lideranças estejam juntas com o mesmo objetivo, incluindo a Promotoria Pública que não pode estar aqui hoje, porém nós posicionaremos sobre as decisões tomadas ”, disse o Cel. Antonio Valdir Gonçalves, comandante do CPI-7.

O próximo passo da Operação Legalidade é definir quais ações afetivas serão realizadas e por quais órgãos neste primeiro local. Depois da reunião, representantes da Prefeitura e da PM atenderam alguns dos moradores que também foram até o quartel. “A boa notícia que damos a estes moradores é que somos mais de cinco órgãos envolvidos nesta Operação. Assim, acredito que em mais duas semanas, ações efetivas já estejam ocorrendo no local”, concluiu Fioravante.

Participaram também da reunião Marcelo Regalado (secretário da Fazenda), Danilo César de Oliveira (Planejamento e Projetos), Raiane Mendes Silva (Planejamento e Projetos), Bianca Valezin (Planejamento e Projetos), Amauri Farias (Planejamento e Projetos), Jose Mendes Neto (Planejamento e Projetos e Defesa Civil) Mariana Ferreira (vereador Apolo), Marcos Mariano (comandante da Guarda Civil Municipal), Ricardo Corrá (Urbes), Davi Dutra (coordenador da Defesa Civil), Ten. Cel. Miguel Ângelo (Comandante do 15º Grupamento dos Bombeiros), Ten. Cel. Carlos Mello (comandante do 7º Batalhão), Capitão Guilherme Boppré (Polícia Ambiental), Fábio Medeiros (Itesp), Rafael Neto (Cetesb), Rodolfo Barbosa (Saae), Manoel dos Santos (Fundação Itesp) e o Capitão da Polícia Militar Alexandre Oliveira.


Tags:, , , , , , , , ,