Sorocaba agora tem Patrulha Ambiental Municipal

23 de abril de 2015

Quatro integrantes da GCM estão, desde o dia 17/03, atendendo diversas ocorrências relativas ao meio ambiente na cidade

Sorocaba agora tem Patrulha Ambiental Municipal

Os patrulheiros ambientais atendem ocorrências como queimadas, corte de árvore, maus-tratos a animais domésticos, desmatamento, disposição irregular de resíduos, tráfico e comercialização de elementos da fauna silvestre e poluição sonora (Foto: Emerson Ferraz)

O prefeito Antonio Carlos Pannunzio lançou oficialmente na manhã desta quarta-feira (22) a Patrulha Ambiental de Sorocaba. A cidade agora conta com um reforço da Guarda Civil Municipal (GCM) no patrulhamento e atendimento de ocorrências como queimadas, corte irregular de árvores, maus-tratos a animais domésticos, desmatamento e disposição irregular de resíduos. Este trabalho já era realizado pela equipe da área de Licenciamento, Controle e Fiscalização da Secretaria do Meio Ambiente (Sema).

 

“Este é um novo desafio, que vai demandar mais esforço da GCM e da Secretaria do Meio Ambiente. E administrar uma cidade significa alocar mais recursos nas áreas essenciais e é isto que estamos fazendo. Este é um salto de qualidade na busca permanente pela sustentabilidade, um dos projetos prioritários deste governo”, destacou o prefeito Pannunzio.

De acordo com Clebson Ribeiro, secretário do Meio Ambiente, este será mais um grupo de pessoas preocupadas com a questão ambiental da cidade. “A Patrulha Ambiental tem um caráter complementar ao trabalho já realizado pela Secretaria do Meio Ambiente. Estamos aumentando a capacidade de proteção do meio ambiente do nosso município”, afirmou.

Neste primeiro momento a patrulha vai contar com quatro GCMs. “Este é um projeto piloto e vamos ajustar conforme a necessidade. A ideia é de em agosto, com a vinda de novos guardas, colocarmos mais quatro integrantes da guarda neste trabalho”, comentou Benedito da Silva Zanin, comandante da Guarda Civil Municipal.

 

Sobre o trabalho dos patrulheiros

Para este trabalho, os GCMs Roveran, Aline, Franco e Magalhães receberam uma capacitação especial de cinquenta horas junto à equipe da Secretaria do Meio Ambiente. No treinamento teórico e prático, eles receberam informações referentes à legislação ambiental, proteção e bem-estar animal, controle de animais peçonhentos, educação ambiental, procedimentos administrativos, ética no trabalho, ruídos e manuseio de equipamentos, dentre outros assuntos.

Os patrulheiros ambientais já estão trabalhando diariamente, das 8h às 20h, e atendendo ocorrências como queimadas, corte de árvore, maus-tratos a animais domésticos, desmatamento, disposição irregular de resíduos, tráfico e comercialização de elementos da fauna silvestre e poluição sonora.

De acordo com informações da Sema, desde o dia 17 de março até este momento, foram atendidas sessenta ocorrências recebidas pelo telefone 156, Fale Conosco da Secretaria do Meio Ambiente e 199 da GCM. Deste total, quinze foram por denúncias de maus-tratos a animais, 24 de queimadas, 14 de poda ou corte de árvore e sete de degradação de APP e descarte de entulho e lixo.

Os patrulheiros podem orientar, notificar, autuar e encaminhar o infrator ao órgão competente, além de apreender animais provenientes de ações irregulares, produtos ou subprodutos, instrumentos, petrechos, equipamentos ou veículos.

A cerimônia de lançamento da Patrulha Ambiental contou a participação do diretor-geral do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), Adhemar José Spinelli Júnior, e de representantes do Corpo de Bombeiros de Sorocaba e da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb).