Sorocaba é a 12ª melhor cidade para se empreender no Brasil

27 de agosto de 2018

Sorocaba é a 12ª melhor cidade para se empreender no Brasil

Estudo sobre o Índice de Cidades Empreendedoras (ICE) – Brasil 2017, realizado pelo Instituto Empreender Endeavor foi divulgado nesta semana. (Foto: Zaqueu Proença)

Sorocaba é a 12ª melhor cidade para empreender no País, segundo o estudo divulgado esta semana sobre o Índice de Cidades Empreendedoras (ICE) – Brasil 2017, realizado pelo Instituto Empreender Endeavor. Foram avaliadas as 32 maiores cidades de 22 Estados. Sorocaba está à frente de importantes cidades e capitais, como Porto Alegre, Brasília, Manaus, Ribeirão Preto, Fortaleza e Londrina. Ao todo, foram analisados 55 indicadores em sete segmentos: ambiente regulatório, mercado, inovação, acesso a capital, infraestrutura, capital humano e cultura empreendedora. Em vários desses itens, Sorocaba ficou entre as três primeiras colocadas à frente de cidades maiores e, novamente, de importantes capitais. A 1ª do Brasil é a capital paulista, seguida por Florianópolis, e, no interior de São Paulo, Campinas ocupa a 1ª colocação.

Segundo a pesquisa, entre os fatores de destaque da cidade estão o mercado atrativo, em que Sorocaba aparece em 1º lugar, e a infraestrutura local, em que conquistou a segunda posição, atrás apenas da capital paulista. A proximidade e qualidade de acesso às rodovias, portos, aeroportos são, segundo o estudo, decisivos no momento de abrir um negócio.

Para avaliar o mercado, a pesquisa levou em consideração fatores de desenvolvimento econômico e clientes em potencial, onde Sorocaba encontrou-se com o maior PIB nacional em um momento em que os números do país tendiam a cair. O crescimento de 5,18% é consequência da grande presença da indústria local e dos estímulos governamentais na fomentação desse mercado.

Em infraestrutura, a conectividade foi o fator de maior peso para a avaliação. A proximidade as principais rodovias, a fluidez do trânsito e o custo médio da energia elétrica trouxeram resultados positivos para Sorocaba, afinal, a cidade está localizada entre as rodovias mais importantes do estado e possui resultados positivos na organização do tráfego municipal. Tanto, que ficou em 1º lugar no País, ainda segundo o estudo, no quesito ‘Índice de Condições Urbanas’. É vice-líder em ‘Dinamismo Econômico’. A pesquisa afirma ainda que “Sorocaba consegue unir a tranquilidade da vida interiorana à conectividade da capital, reafirmando a sua posição empreendedora”.

Projetos e ações

Os fatores contribuintes para esses resultados foram de fato os projetos estabelecidos pela Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Renda (Sedeter), que preocupa-se em estabelecer um ambiente estável para as organizações e estimula o desenvolvimento de novos projetos na cidade, avalia o governo.

Sobre os pontos positivos de Sorocaba, o Endeavor, que leva em conta dados públicos, destaca que a cidade tem, por exemplo, a maior porcentagem de jovens fazendo o ensino médio na idade correta, ou seja, 81,9%, o que resulta em um impacto positivo no fator do capital humano. O estudo também aponta a existência de reconhecidas universidades, públicas e privadas, como outro fator de destaque da cidade.

Outro dado importante é o número de empresas do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), que aumentou em ritmo maior do que a média das demais cidades, totalizando cerca de 1,5 mil indústrias.

A presença do Parque Tecnológico de Sorocaba foi outro fator que estimulou esses resultados. Com o objetivo de criar projetos, estimular novas startups e fomentar a economia e a indústria, o Parque estabeleceu parcerias com as maiores universidades do estado, trazendo os estudantes para dentro do mercado de trabalho. Além disso, conta com grandes empresas da região como parceiras na construção desse novo cenário. Diante disso, Sorocaba é a 15ª cidade do País no quesito ‘Inovação’, segundo o estudo da Endeavor.

No quesito de acesso a capital, a cidade ficou na 31ª posição, enquanto que no de ambiente regulatório, que leva em conta o tempo de abertura de empresa e custos de impostos, Sorocaba obteve a 29ª colocação.

Políticas públicas

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Robson Coivo, a explicação para o resultado positivo da cidade no estudo é que nos últimos anos, apesar da crise na economia, o município continuou crescendo e atraindo empresas, além das políticas públicas implantadas para fortalecer o empreendedorismo.

Não à toa os investimentos econômicos implementados e anunciados por empresas em Sorocaba, durante a atual administração, ou seja, no período de um ano e cinco meses do prefeito José Crespo, superam os R$ 1,547 bilhão e devem gerar até o final de 2019 cerca de 1.845 empregos diretos.

Já o Espaço Empreendedor (EE) do Banco do Povo Paulista (BPP), ligado a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda (Sedeter), da Prefeitura de Sorocaba, divulgou o levantamento que registra um aumento de 49,45% em formalizações de Microempreendedores Individuais (MEI’s) ao longo deste ano – entre janeiro e maio – , comparado com o mesmo período de 2017.

Os números mostram que no ano anterior, foram realizadas 2.075 formalizações, no mesmo período, comparado com os atuais 3.101 de 2018. Já na amostragem individual o número de formalizações realizados no mês de maio soma cerca de 542 empreendedores junto ao espaço. Um crescimento de 8,18%, em relação a maio de 2017.

Competência no trabalho”

O prefeito José Crespo destaca que pesquisa possibilita ao munícipe acompanhar os números reais de desenvolvimento da sua cidade, além de estabelecer um comparativo entre a qualidade de vida e oportunidade empreendedora nas maiores cidades do País. Ainda segundo o prefeito José Crespo, o fato de Sorocaba ser líder em condições de mercado e estar na segunda colocação em infraestrutura reforça a tendência de desenvolvimento do interior paulista, que apesar da desaceleração econômica está crescendo mais que as capitais.

“Além do crescimento passo a passo da produção interna, a cidade atraiu grandes empresas, como a Toyota, NAL, entre tantas outras, o que tem ajudado a fortalecer a questão das exportações. E Sorocaba, segundo a pesquisa, é a segunda cidade com maior nível de exportação”, disse e concluiu: “A positividade dos resultados consagra o trabalho unificado do nosso governo, ou seja, das secretarias de Sorocaba, demonstrando a competência no trabalho feito para a economia local.”


Tags:, , , , , , , ,