Sorocaba ofereceu mais de 80 mil atendimentos nas 32 UBSs em maio

29 de junho de 2018

Sorocaba ofereceu mais de 80 mil atendimentos nas 32 UBSs em maio

Apesar do número de agendamentos, cerca de 22,25% não compareceram. (Foto: Assis Cavalcante)

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Saúde (SES), ofereceu no mês de maio 80.114 agendamentos à população de Sorocaba nas 32 Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Apesar de todas as dificuldades que a saúde pública enfrenta no Brasil, um fato chama a atenção da SES: desse total, 22,25% desses atendimentos agendados não foram realizados por conta de faltas, ou seja, 17.828 pessoas não compareceram à consulta ou ao exame.

O número é considerado elevado para a secretária de Saúde, Dra. Marina Elaine Pereira, que lamenta a porcentagem de absenteísmo. “Sabemos das dificuldades para oferecer um atendimento de qualidade na saúde pública, mas essa gestão vem se esforçando cada vez mais para que ocorra melhorias. É uma pena o número de faltas, precisamos que a população se conscientize para não faltar à consulta, gerar prejuízos e tirar a vaga de alguém”, ressalta a titular da pasta.

De acordo com a SES, essas consultas oferecidas integram as seguintes especialidades: clínico geral, ginecologista, pediatra, dentista, enfermeiro e equipe multiprofissional. Dentre as unidades com maior falta, a UBS São Bento lidera com 954 faltas, seguida da Nova Sorocaba (884 faltas) e Sorocaba I, com 880 ausências. Já as três unidades com o menor número de absenteísmo são: Brigadeiro Tobias e Rodrigo com 119 faltas cada um e Sabiá com 178 faltas.

 

Prejuízos com as faltas

De acordo com a SES, o absenteísmo compromete a capacidade de marcação de consultas de uma unidade de saúde, dificulta o acesso de outros usuários ao sistema de saúde, acarreta aumento do prazo de espera para a realização de uma determinada consulta e gera gastos financeiros, haja vista que o serviço é pago pelo município mesmo quando o usuário não comparece a um atendimento agendado.

“Mais do que prejudicar o dia de atendimento, as faltas injustificadas de pacientes sem qualquer comunicação prévia em consultas ou exames agendados comprometem a eficiência do serviço. Ou seja, quem falta às consultas sem aviso prévio acaba tirando a oportunidade de outra pessoa que também está aguardando”, explica a gestora da Atenção Básica, Fernanda Coradini.

 

Policlínica teve 15,86% de faltosos em maio

Na Policlínica Municipal de Especialidades “Dr. Edward Maluf”, a realidade foi um pouco diferente das 32 UBSs. No mês de maio foram agendados 16.420 pacientes para as consultas com especialistas, mas 2.604 faltaram no atendimento. Isso representa 15,86% de absenteísmo.

Para que os usuários não sejam prejudicados, as UBSs recebem as vagas da Central de regulação por um sistema informatizado e por e-mail. A unidade agenda a consulta ou exame, imprime a filipeta de comprovação do procedimento e ligam para o paciente comparecer na UBS em até 48 horas para retirar a guia. Caso o paciente não compareça após o contato telefônico, a vaga é disponibilizada para outro cidadão.


Tags:, , , , , ,