Superintendente do Procon salienta sobre preços abusivos na cidade

30 de maio de 2018

Superintendente do Procon salienta sobre preços abusivos na cidade

Meia entrada é um benefício aos estudantes,idosos, pessoas com deficiência, jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes e professores da rede pública estadual e municipal de ensino. (Foto: Divulgação)

A greve que vem sendo realizada desde o dia 21 de maio pelos caminhoneiros de todo o país, afetou os abastecimentos de combustível dos municípios, o que fez com que proprietários de postos elevassem os preços nas bombas. Laerte Molleta explica o aumento. “Quando existem questões da falta de um produto, a elevação do preço é até encarada com normalidade, mas nesses casos como a mobilização, que é uma excepcionalidade, ai os comerciários devem ter bom senso”, comenta.

O Superintendente diz que quando o aumento causa perplexidade e chega a lesar o consumidor é que entra a autuação feita pela Procon. Laerte ainda expressa que se sente tranquilo por ter autuado apenas oito estabelecimentos, “Diante dessa situação que estamos passando, o empresário sorocabano está entendendo que não é uma situação típica e que o consumidor não pode sair prejudicado”, diz Molleta.

Laerte ainda comenta que as orientações para a educação para consumo é para o cidadão exercer seu direito, “Nosso objetivo é defender o consumidor como cidadão, que é o direito de todos, principalmente em uma situação como essa, por isso é importante que o consumidor também faça sua parte e denuncie”, argumenta.

Vale lembrar que na última quinta-feira (24), foi lançado o aplicativo do Procon, dísponivel para os sistemas operacionais Android e IOS, onde o consumidor tem o espaço para realizar denúncias no momento em que constatar alguma irregularidade, além de dicas de consumo e acesso completo ao Código de Defesa do Consumidor.

O Procon atende nas Casas do Cidadão, em sua sede, o Palácio do Consumidor – Pedro Dini, que está localizada na avenida Antonio Carlos Comitre, 331, Pq. Campolim, através do telefone 151 ou pelo site consumidor.gov.br


Tags:, , , , , ,