Tatiane Polis falta a depoimento de CPI e será intimada a depor

9 de abril de 2019

Tatiane Polis falta a depoimento de CPI  e será intimada a depor

A ex-assessora Tatiane Polis não compareceu à Câmara Municipal de Sorocaba (SP) na tarde desta terça-feira (9) para prestar depoimento sobre a suspeita de trabalho voluntário irregular na prefeitura. Ela seria ouvida pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) e agora será intimada.

A vereadora Iara Bernardi (PT), que preside a CPI, disse que, 30 minutos antes do depoimento, que estava marcado para 14h, o advogado de Tatiane protocolou um requerimento dizendo que ela não poderia ir porque não teve acesso a outros depoimentos de testemunhas. A comissão disse que todos os documentos que faltam serão encaminhados à defesa de Tatiane. O documento protocolado pelo advogado Márcio Leme diz que Tatiane tem interesse em responder a todas as questões.

Depois de ser o centro de uma crise política que resultou na cassação do prefeito José Crespo (DEM), Tatiane Polis foi vista participando mais uma vez do governo. Segundo a prefeitura, ela fazia trabalho voluntário, mas isso não foi confirmado. Iara Bernardi disse que a CPI já solicitou três vezes à prefeitura documentos sobre o voluntariado e afirmou que não teve retorno em nenhuma delas.  Em nota, a Prefeitura de Sorocaba disse que entregou nesta terça-feira toda documentação solicitada pela CPI.

Um novo depoimento deve ser marcado para a próxima semana. “Ela estava sendo convidada pela Câmara a depor, agora ela será intimada”, afirmou Iara.

A comissão tem 90 dias para concluir a investigação. Além da CPI, o promotor Orlando Bastos Filho, do Ministério Público, também abriu um inquérito para investigar o trabalho voluntário.